Pra não dizer que não falei de flores

Essa frase é parte de uma música, de Geraldo Vandré, de 1968, que ficou em segundo lugar no festival daquele ano no qual houve urna vaia estrondosa por isso. Alguns comentam que ela foi proibida de ser a vencedora desse festival da Globo.

A chegada da primavera me fez lembrar dessa música, pois a estação das flores é uma das mais belas e bonitas da nossa natureza.

Nosso Senhor Jesus Cristo lembrou em seus ensinos, no Sermão do Monte, que deveríamos observar e aprender com tudo o que está à nossa volta: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro; ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas. Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir: Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves? Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar rim côvado ao curso da sua vida? E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios dos campos, eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas essas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados, basta ao dia o seu próprio mal” (Mateus 6:2434).

Esse trecho mostra que, ao observamos o mundo natural à nossa volta, temos a resposta para nossas inquietações, pois Deus está trabalhando a nosso favor e cuidando de nós diariamente.

Que ao chegarmos a essa estação primaveril, possamos agradecer ao nosso Pai celestial pelo Seu cuidado, pelo Seu amor por nós, por nossa família, pelos amigos, por todos aqueles que estão à nossa volta.

Que tenhamos a sensibilidade do nosso Mestre e que, ao acordarmos e ao dormirmos, tenhamos o sentimento de gratidão e submissão por Sua vontade em nossas vidas. Embora o mundo passe por muitas aflições, o Senhor tem o controle de tudo e nada foge de Suas mãos e sabedoria. Confiemos Nele de todo o nosso coração.