Cultos online durante a quarentena

Cultos online durante a quarentena

  Durante este tempo de isolamento social, sabemos da necessidade dos nossos irmãos de ouvir uma palavra de Deus. Nós,...
Read More

Transformação

A natureza, a vida, o homem, tudo sempre está em constante transformação. Essa é a bela dinâmica do Criador que, desde o princípio, lemos em Gênesis 1:1 “No princípio criou Deus os céus e a terra”. A partir do momento em que ouvimos a expressão “Disse Deus: Haja luz; e houve luz” (Gn 1:3), observamos a transformação diária em todos os níveis de vida, inclusive no espiritual. Essa capacidade criativa Deus deu também ao homem, para que este utilize como ser racional. As escolhas são baseadas na dualidade bem ou mal, a partir do momento em que o homem passou a discemir, pelo conhecimento, entre o bem e o mal.

Acerca disso, o apóstolo Paulo traz no livro de Romanos um tratado sobre o que é transformação “Rogo-vos pois irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação de vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Rm 12:1-2). Essa renovação diária se passa, a partir de uma experiência pessoal, com Cristo Jesus, nosso Salvador e Senhor, que nos conduz a termos discernimento espiritual, que se reflete em todas as atitudes para com Deus e nosso semelhante. Todo ser humano passa por mudanças – físicas, emocionais, materiais -, mas a espiritual, a qual reflete nos princípios cristãos, somente se dá por meio de entrega a Jesus e aceitação dEle como salvador pessoal. Nas religiões, sem dúvida, o homem busca o Eterno; já no cristianismo, o Eterno busca sua criação, o homem, para fazer dele filho do Pai Celestial. Assim, o Espírito Santo promove essa transformação, atuando em nosso coração. No dizer do profeta Jeremias: “Dar-vos-ei um coração novo e porei dentro de vós espírito novo, tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne.” (Jr. 36:26).

Ao sermos transformados pelo poder do Senhor, assumirmos o compromisso de sermos discípulos, de seguirmos o Mestre Jesus, de obedecermos a Ele, de buscarmos sempre fazer a Sua vontade. Essa transformação e aprendizado são uma busca diária, na dependência do Mestre dos mestres. A Ele a honra, a glória e o poder para sempre, pois “A vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando, mais e mais até ser dia perfeito. ” (Pv. 4:18).